quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010


Hoje é proibido brincar!

-” A partir de hoje é proibido na minha escola brincar ...”
Foi assim que tudo começou. Ao chegar junto dos pais, trazia a notícia que, pelo facto dos colegas brigarem por causa de determinados brinquedos, os adultos proibiram as crianças de levarem brinquedos para a escola.
Tudo porque, alguns pais manifestaram junto da instituição, que algumas crianças faziam trocas entre si. Outros mais velhos, beneficiando do estatuto idade, conseguiam ganhar alguns destes brinquedos, indevidamente aos mais novos, ou simplesmente porque as crianças perdiam o referido brinquedo e os pais manifestavam-se desgostosos pelo dinheiro investido no brinquedo, que em alguns casos, não são de todo, baratos.
Todo o problema, reside possivelmente aqui, se os pais compram aos filhos algo que não querem que possa desaparecer, o melhor será eles próprios decidirem em casa, que os filhos não os levem para a escola e não depositar nesta a responsabilidade sobre o brinquedo.
A escola exacerbada de numerosos papéis e responsabilidades, adopta a solução mais fácil e condescendente, proibindo a entrada dos problemáticos brinquedos.
Erro crasso, quanto a mim, pois a escola é o local por excelência de socialização, troca, partilha, interacção, cooperação e negociação. É entre os seus pares que as crianças aprendem a ceder, a negociar, é partilhando com os outros que a criança aprende a viver em sociedade.
Ficando com o brinquedo em casa a possibilidade de jogo individual aumenta, proíbe-se a estas crianças a resolução de conflitos, de resolverem situações na aprendizagem com os seus parceiros. Apela-se ao individualismo e não à cooperação.
Imagine-se um jardim de infância onde existe a caixa para os brinquedos trazidos de casa, local onde as crianças ao chegar, coloquem o brinquedo, para o retirarem somente no final do dia, para não haver discussões, brigas, não se valorizando o que a criança trouxe de casa, que lhe transmite segurança e que, de certo modo, a fará se sentir feliz, se for compartilhado pelo grupo do qual faz parte, por mostrar ao outro o que é seu. É como decretar o fim das brincadeiras entre pares, é afirmar que é proibido brincar!
É em grupo que se constrói a noção de pertença. Quem não se lembra do jogo da carica ou dos berlindes onde se negociava a troca e a partilha?
É necessário existir o conflito para se encontrarem soluções. A escola é uma agente educativo que tem que demonstrar aos pais que não é demitindo-se destes conflitos que ajuda as crianças num processo de cidadania.
Evitando-lhes os conflitos, estamos a impedi-los de crescer, de serem capazes de resolver pelos seus meios, com os seus pares, por si próprios, utilizando a vontade própria, sendo livre dos seus actos. Até porque a liberdade é isso mesmo, no querer fazer, na vontade! No desejo de querer escolher a forma de estar com..., e atento ao outro.
Cabe ao adulto educador/professor, proporcionar espaço de relação e de expressão, onde exista o intercâmbio de dar e receber. Tudo o que se pode oferecer, simplesmente, desfrutando a vida entre pessoas.
Uma das competências do ser humano refere-se à aptidão natural de estar em relação, uma espécie de estado de mutualidade, em que cada um implicitamente se define pelo outro e se compara. Este processo é inconsciente e automático, mas pode ser mais deliberado quando se reflecte sobre os sentidos implícitos dos relacionamentos. Uma questão ética, onde se deve desejar que a relação com os outros seja assente na liberdade e no respeito mútuo. Citando Savater (1991), “Não quero prazeres que me permitam fugir da vida, mas prazeres que ma tornem mais intensamente agradável”(p.100; in: Ética para um Jovem).
Felizmente que algumas destas crianças, como a deste relato, manifestaram em casa o seu desagrado, e em família abordaram-se as várias alternativas de diálogo para a resolução do problema. No dia seguinte, algumas dessas crianças confrontaram os seus colegas e professores as suas ideias sobre a referida proibição, manifestaram a sua opinião e direitos. Foram ouvidos e delinearam-se estratégias: em que espaços se podiam utilizariar os brinquedos e quais as regras da sua utilização.
Educar, é fundamentalmente, aproveitar as forças individuais para as viver em partilha! Só deste modo, estaremos a educar em plena harmonia e a dar à Escola o seu verdadeiro papel de agente educativo.
EC

4 comentários:

nedav disse...

Muito bom artigo...Excelente diria:)
E o desencadear dele ainda melhor:)

Bjs

EC disse...

Ainda bem que gostaste!!É real!!Mais uma vez a questão do diálogo está presente!!:0)
bjs

Psicólogo Bruno Pereira Gomes disse...

Como sempre, muito bom!

EC disse...

Olá Bruno:
Folgo em ver a tua visita.
Ainda bem que gostaste!Bjs

Leituras

Leituras
Os livros que se seguem apresentam as minhas opiniões sobre os mesmos. Exclusivamente o meu "ponto de vista". EC

Para além do óbvio- Histórias sociais

Para além do óbvio- Histórias sociais
Clicar na imagem para ler o post

Autismo

Autismo
clicar na imagem para ler o post

30 anos, 30 pessoas, 30 histórias

30 anos, 30 pessoas, 30 histórias
clicar na imagem para ler o post

Índice médio de felicidade

Índice médio de felicidade
clicar na imagem para ler o post

Eu até sei voar

Eu até sei voar
clicar na imagem para ler o post

Mágoas da Escola

Mágoas da Escola
clicar na imagem para ler o post

CINCO PAIS NATAIS E TUDO O MAIS

CINCO PAIS NATAIS E TUDO O MAIS
clicar na imagem para ler o post

Deixa-me entrar

Deixa-me entrar
clicar na imagem para o post

Caderno de Tóquio

Caderno de Tóquio
clicar na imagem para ler o post

Le goût des glaces

Le goût des glaces
clicar na imagem para ler o post

Não os desiludas - histórias da escola

Não os desiludas - histórias da escola
clicar na imagem para ler o post

Eu quero Amar, Amar perdidamente

Eu quero Amar, Amar perdidamente
clicar na imagem para ler o post

A ferramenta que faz os contos

A ferramenta que faz os contos
Clicar na imagem para ler o post

A arte de ensinar

A arte de ensinar
clicar na imagem para ler o post

O Futuro da Escola Pública

O Futuro da Escola Pública
clicar na imagem para ler o post

A inclusão nas escolas

A inclusão nas escolas
clicar na imagem para ler o post

Crianças em Risco VOL 4

Crianças em Risco VOL 4
clicar na imagem para ler o post

A vida na porta do frigorífico

A vida na porta do frigorífico
clicar na imagem para ler o post

O mundo segundo BOB

O mundo segundo BOB
clicar na imagem para ler o post

A Saga de um Pensador - O Futuro da Humanidade

A Saga de um Pensador - O Futuro da Humanidade
clicar na imagem para ler o post

A intuição leitora, a intuição narrativa

A intuição leitora, a intuição narrativa
clicar na imagem para ler o post

Tu tens direito

Tu tens direito
clicar na imagem para ler o post

Políticas educativas em Portugal

Políticas educativas em Portugal
Clicar na imagem para ler o post

Mafaldisses - crónica sobre rodas...

Mafaldisses - crónica sobre rodas...
clicra na imagem para ler o post

Todas as cores do vento

Todas as cores do vento
clicar na imagem para ler o post

Prisioneiro em mim

Prisioneiro em mim
clicar na imagem para ler o post

Crónicas do avó Chico

Crónicas do avó Chico
cliacar na imagem para ler o post

PSICOMOTRICIDADE – Jogos facilitadores de aprendizagem

PSICOMOTRICIDADE – Jogos facilitadores de aprendizagem
Clicar na imagem para ler o post

Fala Comigo

Fala Comigo
clicar na imagem para ler o post

Sara, A Luz

Sara, A Luz
clicar na imagem para ler o post

Indisciplina Na Escola

Indisciplina Na Escola
clicar na imagem para ler o post

O quarto de Jack

O quarto de Jack
clicar na imagem para ler o post

A Magia das chaves

A Magia das chaves
clicar na imagem para ler o post

Gaudi, um romance

Gaudi, um romance
clicar na imagem para ler o post

o ladrão de Sombras

o ladrão de Sombras
clicar na imagem para ler o post

Partes de mim

Partes de mim
clicar na imagem para ler o post

História de uma esquizofrenia - Jérémy, sua família, a sociedade

História de uma esquizofrenia - Jérémy, sua família, a sociedade
clicar na imagem para ler o post

Maria e Eu

Maria e Eu
clicar na imagem para ler o post

Agarrem-me ou dou cabo desses palhacitos!

Agarrem-me ou dou cabo desses palhacitos!
clicar no post para ler a imagem

Rafeiro Perfumado: "Are you ladrating to me?!?"

Rafeiro Perfumado: "Are you ladrating to me?!?"
Clicar na imagem para ler o post

"Rafeiro Perfumado: a minha vida dava um blog"

"Rafeiro Perfumado: a minha vida dava um blog"
Clicar na imagem para ler o post

O menino de Cabul

O menino de Cabul
clicar na imagem para ler o post

A Educação na Finlândia: Os segredos de um sucesso

A Educação na Finlândia: Os segredos de um sucesso
Clicar na imagem para ler o post

"Aproveitem a vida"

"Aproveitem a vida"
Clicar na imagem para ler o post

"Olha-me nos Olhos"

"Olha-me nos Olhos"
Clicar na imagem para ler o post

"Einstein nunca amou"

"Einstein nunca amou"
Clicar para ler o post

"Mais alto do que as palavras"

"Mais alto do que as palavras"
Clicar para ler o post

Temos de falar sobre o Kevin

Temos de falar sobre o Kevin
clicar na imagem para ler o post

Os Mistérios do Sono

Os Mistérios do Sono
Clicar na imagem para ler o post

Quem mexeu no meu queijo

Quem mexeu no meu queijo
Clicar na imagem para ler o post

Aprender Juntos para Aprender Melhor

Aprender Juntos para Aprender Melhor
clicar na imagem para ler o post

A criança que não queria falar

A criança que não queria falar
clicar na imagem para ler o post

Domesticar a hiperactividade e o défice de atenção

Domesticar a hiperactividade e o défice de atenção
clicar na imagem para ler o post

Síndroma de Down: Leitura e Escrita

Síndroma de Down: Leitura e Escrita
clicar para ler o post

Inclusão - Um guia para Educadores e Professores

Inclusão - Um guia para Educadores e Professores
clicar na imagem para ler o post

O jardim de infância e a família

O jardim de infância e a família
clicar para ler o post

Organização da componente de Apoio à Familia

Organização da componente de Apoio à Familia
clicar na imagem para ler o post

Contributos para o estudo das práticas de Intervenção Precoce em Portugal

Contributos para o estudo das práticas de Intervenção Precoce em Portugal
clicar na imagem para ler o post

O segredo das crianças felizes

O segredo das crianças felizes
Clicar na imagem para ler o post

Crianças (e pais) em risco

Crianças (e pais) em risco
Clicar para ler o post

Comportamentos e estratégias de actuação na sala de aula

Comportamentos e estratégias de actuação na sala de aula
clicar para ler o post

Educar com os pais

Educar com os pais
clicar na imagem para ler o post

A Criança e o Medo de Aprender

A Criança e o Medo de Aprender
clicar na imagem para ler o post

Hiperatividade Eficaz

Hiperatividade Eficaz
clicar na imagem para ler o post

A criança e o psicólogo

A criança e o psicólogo
clicar na imagem para ler o post

A matemática no pré escolar

A matemática no pré escolar
clicar para ler o post

A experiência motora no meio aquático

A experiência motora no meio aquático
clicar na imagem para ler o post

Problemas de alimentação na criança

Problemas de alimentação na criança
clicar na imagem para ler o post

A Intervencão Precoce e a criança com Síndrome de Down

A Intervencão Precoce e a criança com Síndrome de Down
clicar na imagem para ler o post

Educar, promover, emancipar - os contributos de Paulo Freire e Rui Grácio para uma Pedagogia Emanci

Educar, promover, emancipar - os contributos de Paulo Freire e Rui Grácio para uma Pedagogia Emanci
clicar na imagem para ler o post

Da investigação às práticas

Da investigação às práticas
clicar na imagem para ler o post

Valores Educativos, Cooperação e Inclusão autor: Ramos Leitão(Salamanca 2010)

Ouvindo o silêncio

O estranho caso do cão morto

Mal entendidos