domingo, 31 de janeiro de 2010

Dance for climate

Uma das competências do ser humano, talvez a mais primitiva, indicação de uma mente funcionamente, observável já no bébé recém nascido, respeita à ressonância espontânea de estar em relação (um estado de mutualidade) em que cada um implicitamente se define pelo outro e se compara. Este processo é inconsciente e automático, mas pode ser tornado mais deliberado quando se reflecte sobre os sentidos implícitos dos relacionamentos.
É o que se passa no nosso planeta - todos os seres estão ligados em cadeia e dependem uns dos outros para sobreviver - como um dominó gigante colocado com as suas peças em pé: se cai a primeira peça, acabam por cair muitas peças mais!
Quando o homem destrói as florestas, polui os mares ou decide caçar elefantes pelos seus dentes de marfim, faz estremecer todas as peças do gigante dominó...
Aqui encontra-se subjacente a problemática da motivação e na crença de um lugar a respeitar e a compartilhar por todos.
Mesmos as crianças muito pequenas mostram-se capazes de se preocupar com o que está em seu redor. São sensíveis ao sofrimento ou alegria dos outros. Ressoam aos valores de verdade e de bem ao seu nível de compreensão da realidade que as rodeia, surpreendem-se com o inesperado e deixam-se fascinar pelo belo - a natureza, a côr, a luz, a música - a magia da vida...
Tudo seria mais fácil se cada um se colocasse no lugar do outro!
EC

“Todo o poder criador infantil se extinguirá no dia em que a criança perguntar ao adulto como é preciso ver as coisas e como é preciso representá-las”

Wallon


visitar:
http://lapiselviracs.blogspot.com/

sábado, 30 de janeiro de 2010



Realizou-se hoje o primeiro “Falando com quem faz…” com a temática "Utilizando a CIF" com o orador Francisco Ramos Leitão.
Uma manhã bem produtiva, posso dizer, embora suspeita a minha opinião, parece-me que foi o consenso geral de uma plateia que encheu a sala, quer em número como na troca de saberes. Contamos convosco para a participação no próximo sábado dia 20 de Fevereiro com a oradora Ana Paula Joaquim que irá partilhar "Processo de identificação das NEE", para o qual convidamos docentes do regular, da educação especial e todos os profissionais da educação que queiram partilhar práticas e opiniões"

“Falando com quem faz…”

Ciclos de Sábados durante 2010
Um sábado por mês vamos ter oportunidade de divulgar práticas, trocar opiniões, partilhar saberes e dúvidas.
Junte-se a nós, falando com quem faz…
poderão fazer a vossa inscrição:
http://proinclusao.com.sapo.pt/sabados.pdf

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

O Alento ou o que nos move por paixão

Até que ponto nos empenhamos em tudo o que fazemos? Pela profissão que temos? Pelas escolhas e decisões que tomamos? O que desejamos se a auto-estima não é a melhor?

Devemos dar sentido ao que fazemos, procurando ser criativos em cada dia, deslumbrando-nos perante os outros, perante a vida e perante nós próprios.
Quando nos apaixonamos arriscamos… Nem sempre reflectimos sobre os nossos actos, é certo, porque vêm do mais interior de nós. E é o que tão espontaneamente devemos fazer na vida e na profissão que abraçamos, com a “diferença” de reflectir cada nosso gesto e atitude numa postura critica, lamentando, sim se for caso disso, mas com o intuito de nos predispormos a agir, no sentido de intervir para alterar algo!
E porque nem sempre as coisas correm bem o melhor mesmo é reflectir e mudar, se for o caso, porque a mudança começa em cada um de nós.
As lamentações só têm razão de ser quando são feitas no sentido de procurar alterar o que não concordamos.
A vida deve ser vivida com paixão, só assim ela tem sentido no baú das nossas memórias.
É tempo de nos apaixonarmos pela vida e agirmos, quanto mais não seja apaixonarmo-nos por cada dia de vida, único e irrepetível.

Eleições APEI
LISTA B - Movimento +APEI

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010



Pró Inclusão
O próximo “Falando com quem faz…” é já no próximo sábado dia 30 de Janeiro: Utilizando a CIF com o orador Francisco Ramos Leitão



“Falando com quem faz…”

Ciclos de Sábados durante 2010
Um sábado por mês vamos ter oportunidade de divulgar práticas, trocar opiniões, partilhar saberes e dúvidas.
Junte-se a nós, falando com quem faz…
poderão fazer a vossa inscrição:
http://proinclusao.com.sapo.pt/sabados.pdf
Alguém disse em http://gritodemudanca.blogspot.com/
" (...)porque me tem feito acreditar no trabalho que desenvolvo todos os dias... e neste blog escreveu: "Quem dera que todos as famílias demonstrassem estes gestos simples mas de extrema importância"

Porque acredita em abraços e que vale a pena!!

Porque seria bem mais simples se acreditassemos mais nos abraços, nos incentivos e nos elogios!!



(Foto: National Geog. 2009)

"não é urgente correr

não é preciso chegar

o que é preciso é viver"

Mafalda Veiga (2008)


quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010


Uma das melhores fotos do ano 2009 (National Geographic)



A chefinha dá e recebe. Desta vez uma imagem espectacular. Eu que adoro girafas :0)
(Foto: EC 2009)
"Não importa o quanto vá devagar, desde que não pare!!"
Confúcio

domingo, 24 de janeiro de 2010


"O Meu livro de experiências"
Sinopse
Um livro que pretende apoiar todos os educadores e professores do 1.° ciclo do ensino básico na prática do ensino das ciências.
As actividades apresentadas são motivadoras e abordam temas como a solubilidade em água, misturas e técnicas de separação, magnetismo, flutuabilidade, propriedades da luz, mudanças de estado, entre outros.
A metodologia sugerida é diversificada e, sempre que possível, as actividades são transformadas em investigações, de acordo com as orientações do Programa de Formação do Ensino Experimental das Ciências (PFEEC) para professores do 1.° ciclo do ensino básico, e com a brochura de apoio ao ensino das ciências para a educação pré-escolar, editada pela DGIDC.
Este livro inclui também fichas de trabalho ou de registo que podem ser fotocopiadas e utilizadas com os alunos.
Apresentam-se sugestões de material de uso comum que permitem realizar todas as actividades sugeridas e é dada particular importância à segurança, a que se dedica um capítulo.
Todas as actividades foram testadas em sala de aula, em parceria com educadores e professores.
IN: http://www.portoeditora.pt/produtos/catalogo/ficha/id/1979011
Consultar também: Cadernos de Educação de Infância nº 88 (Set/Dez.2009)

Como abordar as ciências na educação pré-escolar motiva publicação
“A Criança e o Conhecimento do Mundo, actividades laboratoriais em ciências físicas” é o título do livro da autoria de Ana Maria Coelho de Almeida Peixoto, docente da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo [ESE-IPVC].

Este livro, que é fundamentalmente dirigido aos Educadores de Infância, constitui-se como uma indispensável ferramenta de trabalho para estes docentes, na medida em que, não só reflecte acerca do processo de aprendizagem na criança, como indica quais as melhores formas de abordar a área das ciências na educação pré-escolar .

Quando em Portugal tanto se apregoa um ensino que incida fundamentalmente nas áreas das ciências e da tecnologia, este livro apresenta-se como um óptimo instrumento de reflexão e trabalho nesse sentido, especialmente porque nos explica como implementar actividades laboratoriais das ciências nas mais tenras idades.


Ana Peixoto comenta, a propósito, que “desde os primeiros anos de vida, as crianças vão construindo ideias acerca dos fenómenos físicos que observam no mundo que as rodeia. Quando ingressam na Educação Pré-Escolar usam essas ideias para compreender muitos fenómenos físicos e para explicarem a sua ocorrência. Muitas vezes, os Educadores de Infância não estão conscientes da existência dessas ideias e conduzem as crianças à exploração do mundo como se tratasse do primeiro contacto da criança com os fenómenos físicos em causa” referindo ainda que “diversos autores atribuem esta postura à insegurança científica e metodológica destes profissionais e ao seu receio em serem questionados pelas crianças relativamente a assuntos que dominam pouco. Esta insegurança pode ser devida à escassez de formação no domínio das ciências, facultada a estes profissionais durante o ensino secundário e superior. Esta falta de formação é particularmente relevante no caso da Física e da Química, dada a pequena expressão que as ciências físicas têm nos currículos dos cursos de formação de Educadores de Infância, e pode também justificar o baixo recurso a actividades laboratoriais, especialmente neste domínio, por parte destes profissionais, bem como o facto de as actividades laboratoriais implementadas serem, geralmente, do tipo ilustrativo, com procedimento desenhado e executado pelo Educador de Infância, e não explicitamente relacionadas com os conhecimentos prévios das crianças” explicou a autora.

Os resultados da investigação descrita neste livro apontam para a necessidade, não só de uma reformulação dos currículos da formação inicial de Educadores de Infância, de modo a incrementar a formação científica e metodológica dos novos profissionais, mas também, de um maior número de acções de formação no âmbito das ciências físicas, em geral, e do seu ensino com recurso a actividades laboratoriais, em particular, a fim de reforçar a formação destes profissionais em serviço e de contribuir para que as crianças comecem, desde cedo, a olhar mais crítica e interessadamente para o mundo que as rodeia.”

O livro foi lançado pela Editorial Novembro, na sua colecção “NEXUS”, e encontra-se já à venda nas principais livrarias portuguesas.


IN:http://portal.ipvc.pt/portal/page/portal/ipvc/ipvc_noticias/ipvc_noticias_2008/ipvc_crianca_conhecimento_mundo

Educação Pré-Escolar: Brochura “Despertar para a Ciência - Actividades dos 3 aos 6”

Brochura “Despertar para a Ciência - Actividades dos 3 aos 6”

02-02-2009 Educação Pré-Escolar

Esta brochura insere-se na área de conteúdo de Conhecimento do Mundo e tem como objectivo a operacionalização das Orientações Curriculares para a Educação Pré-escolar, no domínio das ciências experimentais.

Constituindo-se como um importante recurso de apoio aos educadores de infância, na construção e gestão do currículo, no domínio acima referido, a brochura “Despertar para a Ciência – Actividades dos 3 aos 6” pretende favorecer práticas pedagógicas fundamentadas, numa perspectiva de continuidade educativa entre a educação pré-escolar e o 1º ciclo do ensino básico. Visa também promover o aprofundamento de conhecimentos científicos dos educadores de infância tendo em vista a melhoria da qualidade da educação em ciências no jardim de infância.

As actividades propostas nesta brochura constituem-se como sugestões de actividades de cariz experimental a realizar no quotidiano da acção educativa em jardim de infância, onde as crianças tomam parte activa na sua aprendizagem tendo em conta os seus interesses bem como o contexto educativo em que se inserem.

Concebida pela mesma equipa de autores que elaboraram as brochuras para o Ensino Experimental das Ciências destinadas a professores do 1º ciclo, esta brochura conta ainda com a participação de uma especialista em Educação Pré-Escolar. A publicação agora editada, evidencia a sequencialidade educativa em algumas das temáticas propostas, promovendo, assim, a articulação entre os dois níveis de educação/ensino.

in:http://sitio.dgidc.min-edu.pt/pressreleases/paginas/brochuradespertarparaaciencia.aspx
COLD PLAY :0)


A MÃE // de BERTOLT BRECHT / MÁXIMO GORKI
encenação de JOAQUIM BENITE
Joaquim Benite encena A mãe, de Bertolt Brecht, numa nova produção da Companhia de Teatro de Almada. A peça Die Mutter foi escrita em 1931 - além de Brecht nela colaboraram Slatan Dudow, Hanns Eisler, Elisabeth Hauptmann, Emil Burri -, aos quais se associaria Günther Weisenborn, autor de uma adaptação teatral alemã do romance homónimo do escritor e activista político russo Máximo Gorki, publicado originalmente em 1906. Estreada em Berlim, em 1932, o autor só a dirigirá em 1951, com o Berliner Ensemble, depois de voltar do exílio nos EUA (regressara a Berlim Oriental, em 1949).

Pelagea Vlassova - assim se chama a «mãe» que protagoniza a peça e que, nesta produção, será interpretada pela actriz Teresa Gafeira - sofre um dos mais cinzelados e conseguidos processos de formação da consciência no primeiro teatro de Brecht. Ultrapassando definitivamente o mero didactismo, o dramaturgo alemão deixa que Vlassova, sinuosa e progressivamente, aprenda a interpretar a luta de seu filho, que acabará por morrer, contra a iniquidade czarista. De dona de casa timorata e apaziguadora, Pelagea Vlassova transformar-se-á em revolucionária activa, porta-estandarte de uma utopia nova, capaz até de identificar a ignorância, o medo e o desânimo como os principais filtros entorpecedores de que se servem os totalitarismos (Brecht pensava no capitalismo selvagem, mas especialmente, no nazismo, que subiria ao poder em 1933).

Nas suas criações mais recentes - basta lembrar Timão de Atenas, espectáculo baseado na peça homónima de Shakespeare, que se estreou no Festival de Teatro Clássico, de Mérida, O presidente, de Thomas Bernhard, ou O doido e a morte, a peça de Raul Brandão e a ópera de Alexandre Delgado -, Joaquim Benite tem-se interessado particularmente por evidenciar a ténue fronteira que separa a tíbia e domesticada resignação pequeno-burguesa do esforço - mesmo que excessivo - de tudo pôr em causa através da Razão. Este persistente elogio da inteligência não manifesta apenas a crença do encenador na capacidade iluminadora da Razão, mas, talvez mais exactamente, a sua decidida afirmação de que, para que a utopia se torne possível, é imperioso pensá-la «emocionalmente». É com este horizonte que volta, então, a ler atentamente um texto de Brecht de que já encenara três cenas em 1980, redescobrindo o subtil apelo de mudança que nele se inscreve, os retratos de gente comum que inopinadamente se transcende, e a apelativa alegria enérgica da sua estrutura musical. - M-PQ
Tradução da peça e das letras das canções Yvette K. Centeno, Teresa Balté
Direcção musical Fernando Fontes
Voz e elocução Luís Madureira
Cenário Jean-Guy Lecat
Figurinos Sónia Benite e Ana Rita Fernandes
Desenho de luz José Carlos Nascimento
Assistente de encenação Rodrigo Francisco
Intérpretes Alberto Quaresma, André Albuquerque, Carlos Gonçalves, Carlos Santos, Celestino Silva, Daniel Fialho, Laura Barbeiro, Luzia Paramés, Manuel Mendonça, Marco Trindade, Marques d’Arede, Miguel Martins, Paulo Guerreiro, Paulo Matos, Pedro Walter, Sofia Correia, Teresa Gafeira, Teresa Mónica
in:
http://www.ctalmada.pt/cgi-bin/wnp_db_dynamic_record.pl?dn=db_temporada&sn=temporada_09-10&orn=902
Em cena no TMA até 31 de janeiro de 2010

sábado, 23 de janeiro de 2010

A KALANDRAKA LANÇA EM PORTUGAL A COLECÇÃO MAKAKINHOS
PARA LEITORES COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS
“Chibos sabichões” e “O patinho feio” estão adaptados à comunicação aumentativa


Carregar na imagem para ler

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Estudo da UTAD revela que 5,4 por cento das crianças possuem dificuldades na leitura ou escrita
19.01.2010 - 11:57 Por Lusa

A Universidade de Trás-os-Montes coordenou o primeiro estudo em Portugal sobre a prevalência da dislexia em crianças, concluindo que 5,4 por cento dos 1460 avaliados nos concelhos de Vila Real e Braga possuem dificuldade na área da leitura ou escrita.
5,4 por cento das 1460 crianças avaliados nos concelhos de Vila Real e Braga possuem dificuldade na leitura ou escrita (Daniel Rocha)


Com coordenação científica da professora do Departamento de Educação e Psicologia Ana Paula Vale, o estudo foi financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e vai ser apresentado quinta-feira, em Vila Real.

A investigadora avaliou 1460 crianças dos 2º, 3º e 4º anos de escolaridade dos concelhos de Vila Real e de Braga, num total de 23 escolas e 81 turmas.

Segundo explicou, em comunicado enviado à comunicação social, por se tratar do primeiro estudo realizado em Portugal com o objectivo de determinar a prevalência da dislexia, foram adoptados limites muito conservadores no delineamento dos critérios usados para classificar uma criança como tendo dislexia.

As crianças foram testadas colectivamente nos testes de rastreio e individualmente nos testes de capacidade cognitiva e de consciência fonológica.

Os resultados revelam uma taxa de 5,4 por cento de crianças com dislexia, valor que se enquadra nos intervalos de prevalência recentemente divulgados noutros países.

O comunicado refere ainda que o estudo foi realizado com crianças de todos os estatutos sociais, sendo que a maioria era oriunda de meios com estatuto sociocultural intermédio.

Não foram, recolhidas informações específicas suficientes para estabelecer as percentagens relativas de cada tipo de ambiente sociocultural.

No entanto, tendo em atenção a distribuição da população activa por profissões e qualificações escolares em Portugal continental (Census de 2001), que mostra que os grupos sociais mais desfavorecidos representam 49 por cento da população, "a expectativa é a de que numa amostra socialmente representativa as taxas de prevalência das dificuldades severas de aprendizagem da leitura aumentassem".

"Isto porque os estratos socioculturais mais desfavorecidos, provavelmente por mediação de um desenvolvimento deficitário do vocabulário, estão associados a prevalências mais elevadas de défices na aprendizagem da leitura", conclui.

Fonte: http://www.publico.clix.pt/Sociedade/estudo-da-utad-revela-que-54-por-cento-das-criancas-possuem-dificuldades-na-leitura-ou-escrita_1418581

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Sigur Ros... sem comentários!!


Sinopse:
São várias as histórias que nos falam de violência na escola, vemos notícias de professores que não conseguem controlar alunos indisciplinados, de crianças que humilham e maltratam os seus colegas. Mas há uma nova realidade, invisível, fechada entre quatro paredes que é fundamental enfrentar: os pais são vítimas da violência dos filhos dentro das suas próprias casas.
Actualmente existem casos de filhos que batem nos pais. Crianças mimadas, sem limites, a quem tudo se consente, que organizam a vida familiar, dão ordens aos pais, chantageiam quem as tenta controlar. Crianças que se tornam jovens agressivos, que enganam, ridicularizam os maiores, que não hesitam em roubar a carteira da mãe. Adolescentes que desenvolvem condutas violentas e marginais. Em suma, filhos que impõem a sua própria lei.

Assunto relacionado "A pequena imperadora" em : http://gritodemudanca.blogspot.com/

terça-feira, 19 de janeiro de 2010




Eleições na APEI
Votar nas Eleições da APEI
http://apei.pt/

O voto poderá ser exercido na Assembleia Geral Eleitoral ou por correspondência, com data de correio até dia 4 de Fevereiro de 2010, (inclusivé) de acordo com o ponto 2 do artigo 15.º dos estatutos. O boletim de voto será enviado por correio a todos os associados, a partir do dia 16 de Janeiro 2010.

Com base nos estatutos da APEI (ARTIGO 15º - Votações), fica claro que: 2. O voto por correspondência será remetido em sobrescrito fechado com a indicação exterior do nome do Associado efectivo e acompanhado de carta dirigida ao Presidente da Assembleia Geral, devidamente assinada. A cada Associado colectivo ou singular apenas corresponde o direito a um voto.

Nesse sentido, é preciso não esquecer que apenas os sobrescritos fechados que contenham o voto serão validados. A carta à Presidente da Mesa é complementar e deve seguir fora do sobrescrito do voto.

Pode utilizar a carta que disponibilizamos nesta ligação:

Carta à presidente da AG da APEI

http://www.scribd.com/doc/25392284/PresidenteAG

Por ser necessário aguardar pelos votos por correspondência, a abertura da urna para contagem de votos decorrerá na sede da Associação no dia 12 de Fevereiro de 2010, pelas 18 horas, com publicação imediata dos resultados em local visível da associação e no sítio APEI. A fim de facilitar o processo decidiu a Mesa da Assembleia prescindir do reconhecimento notarial previsto no ponto 2 do artigo 15.º.

VOTA!
Para que possam estar informados nos programas das duas listas a concurso. Para que possam decidir o vosso voto.
As duas listas a concurso:

Lista A http://www.apeicomfuturo.blogspot.com/
Lista B http://maisapei.blogspot.com/
ou Ver listas em:
http://www.apei.pt/destaques/?destaque=640

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Sigur Ros

Vídeo premiado na Islândia, concebido e supervisionado pelo grupo musical, Sigur Ros e pelo cineasta, Agust Jacobsson.
Uma mensagem sem palavras numa música perfeita de um país fabuloso!! só podia ser um resultado excelente!!


domingo, 17 de janeiro de 2010

Necessidades Educativas Especiais: Modos de Ser e Fazer
Formadora: Elvira Silva

Local: Queluz

Destinatários
Educadores e Professores do 1º CEB

Modalidade: Curso

Calendarização
A disponibilizar brevemente

Nº de Horas: 25

Unidades de crédito: 1

Registo de Acreditação
ACC - 47562/07

Conteúdos
Escola Inclusiva;
- Modelos de Intervenção em Necessidades Educativas Especiais;
- Famílias em situação de luto;
- Breve abordagem à Intervenção Precoce;
- Necessidades Educativas Especiais;
- Classificação Internacional das Necessidades Educativas Especiais.

A certificação da acção está condicionada à obtenção de aproveitamento no curso

*
Para efeitos de aplicação do despacho 16794/05, de 3 de Agosto, a presente acção releva para a progressão de carreira de Educadores de Infância e Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico.

In: http://www.apei.pt/

sábado, 2 de janeiro de 2010


Neste início de um Novo Ano, aqui fica um pensamento para nos fazer pensar o essencial para que nos sintamos felizes a maior parte do tempo...
Podem ver o filme com música dos "Danças Ocultas" - Uma delicia!! em:

http://static.publico.clix.pt/fotogalerias/letrapequena/selma.aspx


Este pequeno livro verde cabe no bolso. Pode acompanhá-lo para qualquer lugar e surpreender quem consigo se cruze… Apesar de pequeno, Selma trata de um tema intenso: «O que é felicidade?».

As ilustrações de Jutta Bauer são de uma beleza singela, retratando uma Selma rechonchuda, simpática e muito carismática, capaz de fazer sorrir até os menos bem-humorados. O livro está traduzido em mais de dez idiomas e ultrapassou a barreira dos quatrocentos mil exemplares vendidos em todo o mundo, provando assim que a mensagem de Selma é universal.
Selma dá o seu recado aos pequenos e aos adultos, mostrando que, se o tempo é curto e o melhor a fazer é desfrutá-lo integralmente.

Leituras

Leituras
Os livros que se seguem apresentam as minhas opiniões sobre os mesmos. Exclusivamente o meu "ponto de vista". EC

Para além do óbvio- Histórias sociais

Para além do óbvio- Histórias sociais
Clicar na imagem para ler o post

Autismo

Autismo
clicar na imagem para ler o post

30 anos, 30 pessoas, 30 histórias

30 anos, 30 pessoas, 30 histórias
clicar na imagem para ler o post

Índice médio de felicidade

Índice médio de felicidade
clicar na imagem para ler o post

Eu até sei voar

Eu até sei voar
clicar na imagem para ler o post

Mágoas da Escola

Mágoas da Escola
clicar na imagem para ler o post

CINCO PAIS NATAIS E TUDO O MAIS

CINCO PAIS NATAIS E TUDO O MAIS
clicar na imagem para ler o post

Deixa-me entrar

Deixa-me entrar
clicar na imagem para o post

Caderno de Tóquio

Caderno de Tóquio
clicar na imagem para ler o post

Le goût des glaces

Le goût des glaces
clicar na imagem para ler o post

Não os desiludas - histórias da escola

Não os desiludas - histórias da escola
clicar na imagem para ler o post

Eu quero Amar, Amar perdidamente

Eu quero Amar, Amar perdidamente
clicar na imagem para ler o post

A ferramenta que faz os contos

A ferramenta que faz os contos
Clicar na imagem para ler o post

A arte de ensinar

A arte de ensinar
clicar na imagem para ler o post

O Futuro da Escola Pública

O Futuro da Escola Pública
clicar na imagem para ler o post

A inclusão nas escolas

A inclusão nas escolas
clicar na imagem para ler o post

Crianças em Risco VOL 4

Crianças em Risco VOL 4
clicar na imagem para ler o post

A vida na porta do frigorífico

A vida na porta do frigorífico
clicar na imagem para ler o post

O mundo segundo BOB

O mundo segundo BOB
clicar na imagem para ler o post

A Saga de um Pensador - O Futuro da Humanidade

A Saga de um Pensador - O Futuro da Humanidade
clicar na imagem para ler o post

A intuição leitora, a intuição narrativa

A intuição leitora, a intuição narrativa
clicar na imagem para ler o post

Tu tens direito

Tu tens direito
clicar na imagem para ler o post

Políticas educativas em Portugal

Políticas educativas em Portugal
Clicar na imagem para ler o post

Mafaldisses - crónica sobre rodas...

Mafaldisses - crónica sobre rodas...
clicra na imagem para ler o post

Todas as cores do vento

Todas as cores do vento
clicar na imagem para ler o post

Prisioneiro em mim

Prisioneiro em mim
clicar na imagem para ler o post

Crónicas do avó Chico

Crónicas do avó Chico
cliacar na imagem para ler o post

PSICOMOTRICIDADE – Jogos facilitadores de aprendizagem

PSICOMOTRICIDADE – Jogos facilitadores de aprendizagem
Clicar na imagem para ler o post

Fala Comigo

Fala Comigo
clicar na imagem para ler o post

Sara, A Luz

Sara, A Luz
clicar na imagem para ler o post

Indisciplina Na Escola

Indisciplina Na Escola
clicar na imagem para ler o post

O quarto de Jack

O quarto de Jack
clicar na imagem para ler o post

A Magia das chaves

A Magia das chaves
clicar na imagem para ler o post

Gaudi, um romance

Gaudi, um romance
clicar na imagem para ler o post

o ladrão de Sombras

o ladrão de Sombras
clicar na imagem para ler o post

Partes de mim

Partes de mim
clicar na imagem para ler o post

História de uma esquizofrenia - Jérémy, sua família, a sociedade

História de uma esquizofrenia - Jérémy, sua família, a sociedade
clicar na imagem para ler o post

Maria e Eu

Maria e Eu
clicar na imagem para ler o post

Agarrem-me ou dou cabo desses palhacitos!

Agarrem-me ou dou cabo desses palhacitos!
clicar no post para ler a imagem

Rafeiro Perfumado: "Are you ladrating to me?!?"

Rafeiro Perfumado: "Are you ladrating to me?!?"
Clicar na imagem para ler o post

"Rafeiro Perfumado: a minha vida dava um blog"

"Rafeiro Perfumado: a minha vida dava um blog"
Clicar na imagem para ler o post

O menino de Cabul

O menino de Cabul
clicar na imagem para ler o post

A Educação na Finlândia: Os segredos de um sucesso

A Educação na Finlândia: Os segredos de um sucesso
Clicar na imagem para ler o post

"Aproveitem a vida"

"Aproveitem a vida"
Clicar na imagem para ler o post

"Olha-me nos Olhos"

"Olha-me nos Olhos"
Clicar na imagem para ler o post

"Einstein nunca amou"

"Einstein nunca amou"
Clicar para ler o post

"Mais alto do que as palavras"

"Mais alto do que as palavras"
Clicar para ler o post

Temos de falar sobre o Kevin

Temos de falar sobre o Kevin
clicar na imagem para ler o post

Os Mistérios do Sono

Os Mistérios do Sono
Clicar na imagem para ler o post

Quem mexeu no meu queijo

Quem mexeu no meu queijo
Clicar na imagem para ler o post

Aprender Juntos para Aprender Melhor

Aprender Juntos para Aprender Melhor
clicar na imagem para ler o post

A criança que não queria falar

A criança que não queria falar
clicar na imagem para ler o post

Domesticar a hiperactividade e o défice de atenção

Domesticar a hiperactividade e o défice de atenção
clicar na imagem para ler o post

Síndroma de Down: Leitura e Escrita

Síndroma de Down: Leitura e Escrita
clicar para ler o post

Inclusão - Um guia para Educadores e Professores

Inclusão - Um guia para Educadores e Professores
clicar na imagem para ler o post

O jardim de infância e a família

O jardim de infância e a família
clicar para ler o post

Organização da componente de Apoio à Familia

Organização da componente de Apoio à Familia
clicar na imagem para ler o post

Contributos para o estudo das práticas de Intervenção Precoce em Portugal

Contributos para o estudo das práticas de Intervenção Precoce em Portugal
clicar na imagem para ler o post

O segredo das crianças felizes

O segredo das crianças felizes
Clicar na imagem para ler o post

Crianças (e pais) em risco

Crianças (e pais) em risco
Clicar para ler o post

Comportamentos e estratégias de actuação na sala de aula

Comportamentos e estratégias de actuação na sala de aula
clicar para ler o post

Educar com os pais

Educar com os pais
clicar na imagem para ler o post

A Criança e o Medo de Aprender

A Criança e o Medo de Aprender
clicar na imagem para ler o post

Hiperatividade Eficaz

Hiperatividade Eficaz
clicar na imagem para ler o post

A criança e o psicólogo

A criança e o psicólogo
clicar na imagem para ler o post

A matemática no pré escolar

A matemática no pré escolar
clicar para ler o post

A experiência motora no meio aquático

A experiência motora no meio aquático
clicar na imagem para ler o post

Problemas de alimentação na criança

Problemas de alimentação na criança
clicar na imagem para ler o post

A Intervencão Precoce e a criança com Síndrome de Down

A Intervencão Precoce e a criança com Síndrome de Down
clicar na imagem para ler o post

Educar, promover, emancipar - os contributos de Paulo Freire e Rui Grácio para uma Pedagogia Emanci

Educar, promover, emancipar - os contributos de Paulo Freire e Rui Grácio para uma Pedagogia Emanci
clicar na imagem para ler o post

Da investigação às práticas

Da investigação às práticas
clicar na imagem para ler o post

Valores Educativos, Cooperação e Inclusão autor: Ramos Leitão(Salamanca 2010)

Ouvindo o silêncio

O estranho caso do cão morto

Mal entendidos